Seja bem-vindo! A Graça e a Paz do Senhor Jesus! Hoje é

terça-feira, 6 de setembro de 2011

OS MÚSICOS NA BÍBLIA


Pr. Severino Martins de Medeiros Neto
I Crôncias 15: 16 – “Disse Davi aos chefes dos levitas que constituíssem a seus irmãos, os cantores, para que, com instrumentos músicos, com alaúdes, harpas e címbalos se fizessem ouvir e levantassem a voz com alegria.”
Voltando nossa atenção para os músicos na Bíblia, procuraremos responder, de maneira simplificada, às seguintes questões: Quem eram eles? Como eram escolhidos? Como se vestiam? Aceitavam suas responsabilidades? O seu ministério era considerado pelo povo em geral? Ao refletir sobre essas questões, guiando-nos pelas referências bíblicas, descobriremos o valor que os nossos irmãos, músicos, do Antigo Testamento, davam ao culto  prestado a Deus.
Começamos respondendo que os músicos eram provenientes da tribo de Levi. Eram obreiros de tempo integral, separados para o trabalho do culto divino. Treinavam e se preparavam cuidadosamente para o seu trabalho específico.

No preparo para os cultos no Templo e festivais religiosos dos hebreus, os músicos eram especialmente chamados. Eram-lhes designados deveres e responsabilidades específicas. Havia muita concentração e planejamento no preparo dos cultos. Os deveres e responsabilidades dos dirigentes de música eram paralelos aos dos sacerdotes e, recebiam a mesma consideração, havendo inteira cooperação.
Observemos os requisitos, qualificações e práticas gerais estabelecidas para o ministério da música consoante os registros bíblicos:
ERAM LEVITAS
Entre os deveres particulares dos diferentes líderes levitas, encontramos incluídos, entre eles, os músicos (I Cr 15: 22).
Os levitas foram separados para ministrar a vida espiritual de Israel. Foram incumbidos de muita responsabilidade no cuidado e manutenção do Templo.
Os cantores eram considerados muito importantes ao atenderem as necessidades espirituais do povo.
O escriba Esdras ensinando sobre o decreto do rei Artaxerxes diz que os músicos são isentos das obrigações financeiras cobradas ao povo (Ed 7: 24).
O ministério da música baseia-se na premissa de que havia uma importante missão a cumprir. Portanto, é um ministério indispensável que requer aptidões e talentos diversos.
ERAM ESCOLHIDOS
I Crônicas 15: 16-19 é uma passagem típica do que é repetido diversas vezes na Bíblia sobre a escolha dos músicos. É interessante destacar que havia ordem na escolha dos músicos.
Conforme os registros bíblicos, ser membro de coro e orquestra jamais foi franqueado a qualquer um, ou a todos que desejassem. Jamais a liderança foi colocada nas mãos de qualquer um que quisesse assumi-la. Só quem possuísse capacidade para realizar o trabalho.
ERAM CONSAGRADOS E SEPARADOS
Contemplemos a beleza da cerimônia de separação dos levitas para o ministério em Números 8: 5-14.
Esses homens se davam a si mesmos perante o Senhor como servos do povo, como sacrifícios vivos no serviço de Deus. Quando chamados eram sempre ordenados a se purificarem para o trabalho sagrado (I Cr 15: 14).
Esses músicos eram consagrados. Toda a sua vida foi separada com um só propósito – Guiar o povo na adoração ao Deus todo poderoso.
Os levitas músicos serviam sempre para a glória de Deus quer eles pregassem, cantassem, tocassem, servissem ao altar, ensinassem, ou se ocupassem de algum trabalho manual.
ERAM OBREIROS DE TEMPO INTEGRAL
O programa musical era extenso e contínuo, não poderia ser realizado a menos que os levitas músicos se dedicassem completamente a essa tarefa. Isso requeria propósito e concentração. Era exigido que os levitas dessem todo o seu tempo e atenção ao trabalho de Deus. Nesse particular incluíam-se os músicos. Tinham que ser capazes e eficientes em suas tarefas. Esperava-se que conservassem suas vidas livres de pecados. Mantinham longas horas de estudo e de prática no preparo para os cultos no Templo (I Cr 9: 33). Esses homens não apareciam para cantar no culto enquanto não cumprissem os regulamentos do ensaio. Seu trabalho era tão importante que exigia a sua atenção noite e dia.
Em I Crônicas 16: 37 há o registro de que o músico chefe Asafe e os seus irmãos necessitavam trabalhar em tempo integral para ministrarem, consoante as ordens de Davi, continuamente diante da arca do Senhor.
ERAM PAGOS PELO SEU TRABALHO
O livro de Números (18: 21) revela que os levitas partilhavam do tesouro comum. Não deviam fazer qualquer outro trabalho além de servir no Templo. Assim sendo, dependiam da fidelidade do povo em observar os mandamentos do Senhor referentes ao dízimo.
Juntamente com outros que ministravam no Templo, os músicos dedicavam seu tempo no serviço e partilhavam do tesouro.
Neemias (12: 47) nos diz que cada um que servia no templo recebia a sua porção de cada dia, incluindo os músicos. O povo consagrava o que era dos levitas e os levitas o que era dos filhos de Arão.
Esse preceito era observado já nos dias de Moisés. Neemias dá ênfase ao costume já seguido no período primitivo da história judaica (Ne 10: 39). Os sacerdotes e levitas traziam as suas ofertas do cereal ao templo e eram mantidos em seus ofícios através das ofertas trazidas por todo o povo.
Assim como os outros levitas a serviço do culto, os músicos também construíam seus lares em vilas perto de Jerusalém (Ed 2: 70; Ne 12: 28 e 29).
USAVAM PARAMENTOS
Os que participavam dos ofícios divinos no Templo usavam paramentos. Expressavam com isso que as suas funções deveriam ser exercidas com excelência, com toda a beleza e dignidade (I Cr 15: 27).
Quando foi inaugurado o templo, dentro do reinado de Salomão, os músicos Asafe, Hemã, Jedutum e os filhos deles vestiam linho fino para celebrarem aquele tão esperado evento (II Cr 5: 11 e 12).
Portanto, os músicos, nos serviços religiosos formais de Israel, usavam algum tipo próprio de indumentária.
CONCLUSÃO
O ofício da música não era entregue nas mãos de qualquer pessoa voluntária, desejosa de assumir tal ministério. Havia dedicação e consagração dos escolhidos para o ofício da música. Os músicos dirigentes eram considerados, assim como os sacerdotes. Os levitas músicos tinham como único propósito dirigir o culto de louvor. Os músicos eram altamente respeitados entre os seus irmãos. Isso é indicado pelo fato de que, em algumas eventualidades, eram escolhidos para chefes dos levitas. A chamada de um músico era um alto privilégio para os que serviam neste ministério. Os músicos eram preparados e capacitados para exercer sua profissão. Deviam ensinar a sua arte a outros, para que nunca houvesse um tempo em que a música fosse relegada a um plano inferior. Os músicos compartilhavam das reservas do tesouro, juntamente com os sacerdotes e os outros levitas que serviam no Templo. O ofício de músico foi dignificado pela maneira de se apresentarem. As vestimentas davam uniformidade, beleza e dignidade ao culto prestado ao Senhor. Os músicos estavam dispostos a aceitar os sacrifícios da consagração: da vida e dos talentos; de modo que os cultos a Deus pudessem ser inspirados e cheios do Espírito Santo.
Que nós músicos possamos, ainda hoje, na medida do possível, seguirmos este tão belo exemplo de louvar ao Senhor. Com excelência façamos o melhor a Ele que é digno de toda a honra, toda a glória, todo o louvor. Em Nome de Jesus. Amém!
A Graça e a Paz do Senhor!

5 comentários:

  1. A PAZ DO SENHOR PASTOR DEVEMOS CONSERTEZA FAZER OMELHOR PARA O SENHOR FIQUE NA PAZ E GOSTEI MUITO DESSE ESTUDO ELE NOS TORNA MAIS INTIMOS DE DEUS GRAÇA E PAZ.

    ResponderExcluir
  2. Pr. Severino Martins de Medeiros Neto29 de dezembro de 2011 12:45

    Agradeço o comentário irmã Maria Isabel. É bom sabermos que as nossas sementes, enviadas por meio deste blog, tem lhe abençoado. O seu comentário é uma confirmação da parte de Deus que o que eu e o meu filho estamos fazendo é uma boa obra, que não devemos parar, pois estamos alcançando o nosso alvo. A graça e a paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  3. Que estudo abençoado pastor! Fiquei maravilhada! Existem irmãos e igrejas que querem extiguir os músicoa da igreja, é uma pena...

    ResponderExcluir
  4. Que estudo maravilhoso pastor... é uma pena pensar que exitem irmãos querendo abolir os músicos da igreja...

    ResponderExcluir
  5. Que estudo abençoado pastor! Fiquei maravilhada! Existem irmãos e igrejas que querem extiguir os músicoa da igreja, é uma pena...

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário, em breve ele será publicado.
A Paz do Senhor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...