Seja bem-vindo! A Graça e a Paz do Senhor Jesus! Hoje é

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Comentário da lição 7 "O Anjo do Senhor"

Caros irmãos e irmãs no Senhor Jesus Cristo, nesse domingo (21/11/2010) aprofundamos um pouco mais no estudo acerca dos anjos. O nosso palestrante foi o Pr. Medeiros, vice-presidente da Primeira Igreja Batista Renovada em Guadalupe. O Comentário pós-lição dessa semana foi elaborado por ele.

“A presente lição tem como personagem principal o Anjo do Senhor, várias vezes citado no Antigo Testamento. Com o objetivo de, pelo nome, estudar a identidade deste anjo o comentarista nos apresenta as afirmativas que comprovam que não se trata de um anjo comum, mas da pessoa de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Pela leitura do texto original, em hebraico, não conseguimos perceber que se trata de um anjo diferente dos demais. Porém, fazendo uso do contexto, onde se encontra a expressão "O Anjo do Senhor", os tradutores nos deixa claro que se refere ao Filho de Deus.

Existem outros nomes além de Anjo do Senhor que são: "O Anjo do Eterno" e, mais usado pelos judeus, "Anjo substituto de Javé".

Antes de se encarnar, Jesus apareceu aos homens por diversas vezes, em certos momentos na forma angelical e, em outros na forma humana. O Anjo do Senhor quando falava ao homem era o próprio Deus se comunicando.

Podemos também diferenciar o Anjo do Senhor dos demais anjos no que diz respeito à criação. O Anjo do Senhor não foi criado (Jo 1.1-3), ele já existia desde a eternidade. Os demais anjos foram criados (Cl 1.16), em Cristo foram criadas todas as coisas. Deus criou tanto os anjos bons, como os anjos maus, estes da parte do diabo, aqueles da parte de Deus.

Na Teofania (manifestação da vontade de Deus), o Anjo do Senhor cumpre, em suas aparições, a vontade divina.

Em João 10:30 Jesus diz que Ele e o Pai são um, para ensinar isso a Manoá e sua mulher, pais de Sansão, ele resolve aceitar a comida, que lhe era oferecida para se alimentar, como um sacrifício, uma adoração. Em tempo, o único anjo que quis erradamente a adoração foi o Querubim, diabo (Mt 4.9,10). O único anjo digno de adoração é o Anjo do Senhor.

Numa de suas aparições o Anjo do Senhor comunicou o nascimento de Sansão aos seus pais e os instruiu para saberem como educá-lo. Enfatizou na sua instrução que deveriam prepará-lo com o voto de nazireu (que significa a separação de uma pessoa para Deus). Manoá e sua mulher perceberam que se tratava do Anjo do Senhor quando este subiu ao céu na chama do altar.

Jacó desejava ser abençoado pelo Anjo do Senhor. Sendo assim, entra em luta com o Anjo para ele não ir embora até lhe abençoar. E, quando pergunta pelo seu nome, percebe que está diante do próprio Deus.

Ainda, na aparição a Manoá, o Anjo diz que seu nome é maravilhoso (Jz 13.18). Na Bíblia, o único que recebe esse nome é Jesus (Is 9.6).

A expressão "O Anjo do Senhor" deixa de aparecer somente no Novo Testamento porque nesse momento Jesus vem ao seu povo em carne.

O Anjo do Senhor agiu na salvação do povo de Deus nas constantes adversidades pelas quais passavam. Embora, no Antigo Testamento o que o povo tinha a respeito de salvação eram conceitos (idéia) e, no Novo Testamento passa a ser doutrina (conhecimento certo e indiscutível).

Acompanhou Moisés na condução do povo à Canaã, guardando e destruindo os seus inimigos.

Chamou a Gideão para livrar os israelitas dos midianitas. Quando Gideão ofereceu um sacrifício ao anjo e ele o aceitou, Gideão ficou apavorado e com medo de morrer.

A orientação que o Anjo do Senhor deu para Agar, serva de Sara, quando aquela saiu sem rumo pelo deserto, após ter sido humilhada por Sara foi para que ela voltasse e se humilhasse.

Balaão, no propósito de amaldiçoar o povo de Deus, foi interrompido pelo Anjo do Senhor e se prostrou sobre a sua face.

Davi tendo a atitude de contar o povo sem a ordem de Deus tem como consequência a morte de setenta mil homens, pela peste enviada pelo Anjo do Senhor. O mal só parou quando Davi se arrependeu do seu erro.

O anjo que deu comida a Elias e o motivou a continuar é visto como Anjo do Senhor por não ser chamado apenas de anjo (1 Rs 19.7).

Deus recomendou aos israelitas, no deserto, que deveriam ouvir e temer ao Anjo do Senhor.

No Novo Testamento os anjos apareceram para anunciar, direcionar, livrar e castigar.

Pr. MEDEIROS”

E atenção, próximo domingo, estudaremos a lição 9, com o tema “o estado original de Lúcifer”, não faltem, conto com a presença de todos.

E não se esqueçam que vocês estão concorrendo a um prêmio no final do trimestre, por isso venham em todas as aulas e façam todos os exercícios.

Pb. Pedro Henrique C. de Medeiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Noticiário